Sistemas de manejo de plantas daninhas na pré-semeadura da soja

Jethro Barros Osipe, Emerson da Silva Teixeira, Robinson Osipe, Camila Ferreira, Petrus Barros Osipe, Gizelly Santos

Resumo


     O trabalho teve por objetivo avaliar a eficiência e o efeito residual de herbicidas, aplicados na operação de manejo, nas modalidades “Aplique - Plante” e “Manejo Antecipado”, na cultura da soja. O delineamento experimental adotado foi blocos ao acaso, com quatro repetições, no esquema fatorial 8 x 2, sendo oito misturas de herbicidas (com flumioxazin, chlorimuron-ethyl e glyphosate) em dois sistemas de manejo. Para o “Manejo Antecipado” foi efetuada a aplicação de glyphosate 20 dias antes da semeadura, com os tratamentos sendo aplicados dois dias após o plantio. Já para a modalidade “Aplique – Plante” os tratamentos foram aplicados um dia antes da semeadura da cultura. Foram avaliados a eficiência de controle e o efeito residual dos herbicidas sobre Euphorbia heterophylla, Amaranthus hybridus e Commelina benghalensis, além da altura de plantas, estande e produtividade da cultura da soja. Os resultados mostraram que o sistema “Manejo Antecipado” proporcionou melhor controle das plantas daninhas que “Aplique-Plante”, além de garantir que a cultura da soja se desenvolvesse em melhores condições, garantindo maior produtividade. A presença de flumioxazin e chlorimuron-ethyl foi suficiente para garantir o fechamento das entrelinhas da cultura, sem uma aplicação em pós-emergência.


Palavras-chave


Plantio direto; Dessecação; Flumioxazin; Chlorimuron-ethyl

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7824/rbh.v10i2.99

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UFERSAUFVJMUFFSEmbrapa
SBCPDHRAC-BRNAPD-UEMUniRV



Revista Brasileira de Herbicidas
ISSN (Online) 2236-1065
ISSN (IMPRESSO de 2000 a 2005) 1517-9443

Complexo Empresarial Oscar Fuganti
Rua Santa Catarina, 50 - 13º andar - sala 1302
Londrina - Paraná
CEP: 86010-470
Email: contato@rbherbicidas.com.br
TEL: (43) 3344-3364
Segunda à Sexta — 12:00 às 18:0