Interferência entre plantas daninhas e a cultura: alterações no metabolismo secundário

Ana Paula Rockenbach, Mauro Antônio Rizzardi, Anderson Luis Nunes, Mario Antonio Bianchi, Andréia Caverzan, Theodoro Schneider

Resumo


Os metabólitos secundários garantem a sobrevivência das plantas em situações adversas. As plantas alteram sua constituição bioquímica a partir do metabolismo primário em resposta à mudanças no ambiente. A produção de metabólitos secundários mitiga os efeitos decorrentes do estresse permitindo o desenvolvimento da planta em situações não ideais. Compostos aleloquímicos são exemplos de metabólitos secundários produzidos por plantas em situação de interferência interespecífica. Quando em estresse por competição, as plantas possuem a capacidade de liberar compostos no ambiente a fim de sinalizar a presença ou inibir o crescimento de plantas vizinhas. As respostas no metabolismo secundário das culturas decorrentes da competição com plantas daninhas alteram a composição química da espécie, resultando em alterações no desenvolvimento e no rendimento. A aplicação de herbicidas também é fonte de alteração no metabolismo secundário pela interrupção de rotas, seja pelo acúmulo de ácidos constituintes ou a formação de compostos não desejados. A revisão atual tem como objetivo mostrar o estado da arte das relações de interferência entre plantas daninhas e as culturas sobre as alterações no metabolismo secundário.


Palavras-chave


Ácido chiquímico, alelopatia; competição; metabólitos secundários

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UFERSAUFVJMUFFSEmbrapa
SBCPDHRAC-BRNAPD-UEMUniRV



Revista Brasileira de Herbicidas
ISSN (Online) 2236-1065
ISSN (IMPRESSO de 2000 a 2005) 1517-9443

Complexo Empresarial Oscar Fuganti
Rua Santa Catarina, 50 - 13º andar - sala 1302
Londrina - Paraná
CEP: 86010-470
Email: contato@rbherbicidas.com.br
TEL: (43) 3344-3364
Segunda à Sexta — 12:00 às 18:0